fbpx

Aljezur » Arrifana

Trilho dos Pescadores

17,5 Km

Esta etapa entre Aljezur e a Arrifana, passa pela praia de Monte Clérigo e pela mítica Ponta da Atalaia. Numa terra onde se respira a força das lendas e o tempo da conquista de Portugal aos Mouros, esta caminhada é uma autêntica viagem no tempo.

No percurso pelo caminho de pé posto junto à costa, vale a pena deter a atenção na vegetação dunar, que inclui arbustos aromáticos (como o tomilho, a perpétua, o alecrim, a murta e o rosmaninho), plantas medicinais e comestíveis (como os espargos-bravos, a roselha, os maios, as camarinhas ou a carqueija) e plantas endémicas e raras (como Cistus palhinhae, Thymus camphoratus ou Linaria ficalhoana).

A natureza, nesta costa, proporcionou sempre recursos abundantes para o Homem. Por alguma razão existem vestígios humanos desde a Pré-História. O rol de ocupantes desta região é extenso e inclui fenícios, cartaginenses, romanos e árabes. Este percurso passa pelo Ribat da Arrifana, um convento-fortaleza islâmico, ocupado por monges guerreiros no século XII. Este é o único ribat conhecido em Portugal, classificado como Monumento Nacional. Foi fundado por Ibn Qasî, chefe político e guia espiritual do sufismo, via espiritual e mística do Islão. Foi um convento-fortaleza, dedicado à oração e vigilância da costa.

Um dos recursos ainda hoje primordiais desta costa são os perceves. Constituem um elemento da gastronomia obrigatório para quem visita a costa Sudoeste (excepto de Setembro a Dezembro, época do defeso). A costa rochosa e batida pelas ondas proporciona o habitat necessário para esta espécie. Os perceves vivem na faixa que fica a descoberto na maré vazia, nas marés mais vivas, em rochas que recebem a rebentação forte e directa, o que significa que ser apanhador de perceves (perceveiro) implica correr grandes riscos.

Onde começar

Aljezur
Junto ao mercado municipal, seguindo em direcção ao Museu Municipal, pelo Caminho Histórico (por cerca de 3 km).

Arrifana
Junto ao estacionamento no topo da praia da Arrifana, seguindo pela estrada asfaltada em direcção a Aljezur.

Ficha Técnica

Grau de Dificuldade: Algo difícil

Extensão: 17,5 km
Duração Aproximada: 6 h

Subida Acumulada: 400 m
Descida Acumulada: 350 m

Altitude Máxima: 120 m
Altitude Mínima: 10 m

Época Aconselhada: Setembro a Junho

Regras e Recomendações

A CIRCULAÇÃO DE VIATURAS MOTORIZADAS COLOCA OS CAMINHANTES EM RISCO.

EVITE FAZER O CAMINHO HISTÓRICO DE MOTO OU JIPE, ESTUDE ALTERNATIVAS

NÃO FAÇA FOGO.

VÁRIAS QUINTAS E REBANHOS SÃO PROTEGIDOS POR CÃES, CIRCULE COM PRECAUÇÃO.

CUIDADO COM O GADO. EMBORA MANSO, NÃO GOSTA DA APROXIMAÇÃO DE ESTRANHOS ÀS SUAS CRIAS.

OS CAMINHOS ATRAVESSAM PROPRIEDADES PRIVADAS, RESPEITE-AS E FECHE SEMPRE PORTÕES E CANCELAS.

FRACO APOIO DE SERVIÇOS TURÍSTICOS AO LONGO DA ETAPA. LEVE SEMPRE ÁGUA E MANTIMENTOS.

EM ALGUMAS SITUAÇÕES TERÁ QUE ATRAVESSAR ESTRADAS ASFALTADAS, TENHA ATENÇÃO.

ENCONTRARÁ VÁRIOS LOCAIS IDEAIS PARA UM PIQUENIQUE, CARREGUE SEMPRE O LIXO CONSIGO.

SEJA AFÁVEL COM OS LOCAIS, APRESENTE O SEU PROPÓSITO E APROVEITE PARA PARTILHAR EXPERIÊNCIAS.

Dicas

Abastecimento durante o percurso
Depois de cerca de 10 km, na praia de Monte Clérigo.

Avisos Importantes

A primeira parte (3 km) desta etapa corresponde ao Caminho Histórico, marcado somente a branco e vermelho.

Do km 2,5 ao km 6, o caminho segue uma estrada com algum movimento, seja prudente. Em alternativa, comece a caminhada na urbanização do Espartal. 

Esta etapa cruza-se com outros percursos. Tenha atenção à sinalética. 

Apadrinhei esta etapa

Domitur

Padrinhos desde 2020

“A Domitur é uma agência de turismo que promove Portugal além fronteiras. Acreditamos que temos um território lindo, cheio de história, muito boa gente para acolher, ótima gastronomia e de uma natureza incrível. A Costa Vicentina é disso exemplo. Excelentes percursos pedestres junto ao mar e na parte interior do território. Decidimos por isso apadrinhar 2 percursos excelentes: um caminho histórico e outro no trilho dos pescadores numa das áreas mais bonitas da nossa região – Algarve: Arrifana e Aljezur.”

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!