Odeceixe-ao-Rio

Etapa do Percurso Circular

14,5 / 16 Km

Este percurso acompanha, em grande parte, a Ribeira de Seixe, cujas águas límpidas e galerias de árvores são um hotspot de diversidade. As sombras frescas ao longo da ribeira contrastam com a vista maravilhosa sobre o Vale do Seixe e São Miguel com que nos presenteia a parte final do percurso.

A Ribeira de Seixe nasce na Serra de Monchique e desagua na praia de Odeceixe, representando um importante corredor ecológico entre a serra e o litoral.

Ocorrem aqui alguns peixes raros como o escalo-do-Arade, classificado como “criticamente em perigo”, e o barbo-do-sul, espécie endémica da zona meridional da Península Ibérica com estatuto de “em perigo”. Estes peixes necessitam de águas limpas, corrente e profundidade moderadas, pedras no fundo e muita vegetação nas margens, e a perda deste habitat específico assim como a invasão por espécies exóticas, provocam o seu declínio. Nesta ribeira foram identificadas diferentes espécies exóticas de peixes, entre as quais a perca-sol e a gambúsia. Outros animais característicos da Ribeira de Seixe são a lontra, o lagarto-de-água, diversos morcegos e dezenas de aves. Na ribeira e nas pequenas barragens agrícolas pode ainda observar-se duas espécies de cágado: o cágado-de-carapaça-estriada e o cágado-mediterrânico.

Estas galerias ribeirinhas contêm salgueiros, freixos, amieiros e carvalho português, e pontualmente, podem observar-se junto à ribeira, duas espécies-relíquia da flora de Monchique: o Carvalho-de-Monchique, um carvalho do mediterrâneo ocidental que mantém folhas durante todo o ano (uma das árvores mais raras de Portugal); e o Rododendro, um arbusto raro e endémico da Península Ibérica e região do Mar Negro, com elevado interesse científico, por ser considerada uma relíquia da flora do período Terciário. Este percurso permite também contemplar um dos mais raros habitats arbóreos de Portugal – os amiais paludosos – pequenos bosques de amieiro que ocupam terrenos junto à ribeira, revestidos de hera e rodeados de violetas-bravas e feto-real.

O trilho percorre ainda manchas de floresta de pinheiro-bravo, eucalipto, sobreiro e carvalho-cerquinho. Nos magníficos matagais mediterrânicos abundam o zambujeiro, o sanguinho-das-sebes, a esteva, a estevinha, o estevão, o funcho, o espargo-bravo, a erva-azeitoneira, o folhado, o medronheiro, o cardo-do-algarve, o rosmaninho, a carvalhiça, a urze, a urze-branca, o tojo-do-sul, o tojo-molar, a gilbardeira, o folhado, a cenoura-brava e a aroeira. Abundam aves como as petinhas, andorinhas, alvéolas, cotovias, trigueirão, abelharuco, rabirruivo, pintarroxo, pintassilgo e alcaravão.
Ao cair da noite, os morcegos iniciam o seu banquete de insectos e as corujas e mochos procuram silenciosamente as suas presas nestas áreas mais abertas. No vale da Ribeira de Seixe encontraram-se vestígios de povoamento humano desde a Pré-História, passando pela ocupação romana e árabe.

Onde começar

Odeceixe, Malhadais
Junto ao campo da bola.

Odeceixe
No início da Rua do Rio, seguindo em direcção ao Largo 1º de Maio (largo principal de Odeceixe).

Ficha Técnica

Grau de Dificuldade: Algo difícil

Extensão: 14,5 / 16 km
Duração Aproximada: 4 h 30 / 5 h 30

Subida Acumulada: m
Descida Acumulada: 300 / 400 m

Altitude Máxima: 130 m
Altitude Mínima: 10 m

Época Aconselhada: Junho a Setembro

Regras e Recomendações

A CIRCULAÇÃO DE VIATURAS MOTORIZADAS COLOCA OS CAMINHANTES EM RISCO.

EVITE FAZER O CAMINHO HISTÓRICO DE MOTO OU JIPE, ESTUDE ALTERNATIVAS

NÃO FAÇA FOGO.

VÁRIAS QUINTAS E REBANHOS SÃO PROTEGIDOS POR CÃES, CIRCULE COM PRECAUÇÃO.

CUIDADO COM O GADO. EMBORA MANSO, NÃO GOSTA DA APROXIMAÇÃO DE ESTRANHOS ÀS SUAS CRIAS.

OS CAMINHOS ATRAVESSAM PROPRIEDADES PRIVADAS, RESPEITE-AS E FECHE SEMPRE PORTÕES E CANCELAS.

FRACO APOIO DE SERVIÇOS TURÍSTICOS AO LONGO DA ETAPA. LEVE SEMPRE ÁGUA E MANTIMENTOS.

EM ALGUMAS SITUAÇÕES TERÁ QUE ATRAVESSAR ESTRADAS ASFALTADAS, TENHA ATENÇÃO.

ENCONTRARÁ VÁRIOS LOCAIS IDEAIS PARA UM PIQUENIQUE, CARREGUE SEMPRE O LIXO CONSIGO.

SEJA AFÁVEL COM OS LOCAIS, APRESENTE O SEU PROPÓSITO E APROVEITE PARA PARTILHAR EXPERIÊNCIAS.

Dicas

Avisos Importantes

Tome atenção à sinalética marcada a branco, vermelho e amarelo nos Percursos Circulares que seguem em conjunto com o Caminho Histórico, e à sinalética marcada a amarelo e vermelho para Percursos Circulares.

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!