Arrifana » Carrapateira

Etapa do Caminho Histórico

24 Km

A Pedra da Agulha vista da praia do Canal, o areal de Vale Figueiras e uma sucessão de montes e vales, confirmam o lado mais agreste e inacessível desta região costeira. À chegada, uma vista cimeira sobre as dunas da Bordeira e a ribeira que desagua no mar, num cenário que se repete e caracteriza as praias da Costa Vicentina.

Nesta etapa admirável, é constante a presença simultânea da serra e do mar, da natureza intocada e da presença singular do Homem. É praticamente uma etapa-síntese do que a Rota Vicentina tem para oferecer: o poder do mar derramando-se sobre falésias antigas ou sobre tranquilas praias de areia, matos plenos de cor e aromas, uma extraordinária biodiversidade de fauna, tranquilos bosques de sobreiros, zambujeiros e carvalho português, várzeas cultivadas por homens sem pressa, visitadas à noite por javalis e texugos, uma Primavera que explode em flores e insectos coloridos, um Outono que oferece cogumelos e plantas silvestres comestíveis, pontos de contemplação ao nível do mar, no cimo da falésia, na intimidade do bosque ou no alto de uma colina. Vale a pena um olhar mais demorado na praia do Canal e na aldeia da Bordeira.

Os matos que povoam grande parte deste percurso são ricos em esteva e aroeira, cujo fruto faz as delícias das aves granívoras. Nas praias rochosas batidas pelo mar é comum encontrar calhaus rolados, bem arredondados pela erosão constante das ondas e marés. São pedaços da rocha escura da falésia, frequentemente decorados com riscas brancas de quartzo, em desenhos geométricos inesperados. Rumo ao interior, entre manchas de pinho e eucalipto em terrenos argilosos, sobreiros, medronheiros e terrenos agrícolas onde o gado pasta, a presença de hortas denuncia a chegada a uma povoação. Depois de passar a aldeia da Bordeira, a vista sobre o vale da ribeira da Bordeira e o estuário onde esta se junta à ribeira da Carrapateira assinalam uma vez mais a beleza da região.

Onde começar

Arrifana

Junto ao estacionamento no topo da praia da Arrifana, seguindo pela estrada asfaltada em direcção a Aljezur.

Carrapateira

No Largo do Comércio, seguindo pela estrada asfaltada até ao Monte da Cunca, onde deverá entrar no caminho à direita.

Ficha Técnica

Grau de Dificuldade: Algo difícil

Extensão: 24 km
Duração Aproximada: 8 h

Subida Acumulada: 500 m
Descida Acumulada: 550 m

Altitude Máxima: 150 m
Altitude Mínima: 10 m

Época Aconselhada: Setembro a Junho

Regras e Recomendações

A CIRCULAÇÃO DE VIATURAS MOTORIZADAS COLOCA OS CAMINHANTES EM RISCO.

EVITE FAZER O CAMINHO HISTÓRICO DE MOTO OU JIPE, ESTUDE ALTERNATIVAS

NÃO FAÇA FOGO.

VÁRIAS QUINTAS E REBANHOS SÃO PROTEGIDOS POR CÃES, CIRCULE COM PRECAUÇÃO.

CUIDADO COM O GADO. EMBORA MANSO, NÃO GOSTA DA APROXIMAÇÃO DE ESTRANHOS ÀS SUAS CRIAS.

OS CAMINHOS ATRAVESSAM PROPRIEDADES PRIVADAS, RESPEITE-AS E FECHE SEMPRE PORTÕES E CANCELAS.

FRACO APOIO DE SERVIÇOS TURÍSTICOS AO LONGO DA ETAPA. LEVE SEMPRE ÁGUA E MANTIMENTOS.

EM ALGUMAS SITUAÇÕES TERÁ QUE ATRAVESSAR ESTRADAS ASFALTADAS, TENHA ATENÇÃO.

ENCONTRARÁ VÁRIOS LOCAIS IDEAIS PARA UM PIQUENIQUE, CARREGUE SEMPRE O LIXO CONSIGO.

SEJA AFÁVEL COM OS LOCAIS, APRESENTE O SEU PROPÓSITO E APROVEITE PARA PARTILHAR EXPERIÊNCIAS.

Dicas

Abastecimento durante o percurso
Ao km 9 em Monte Novo e ao km 19, na aldeia da Bordeira.

Aproveite os Percursos Circulares da Bordeira e Carrapateira para ficar mais uns dias nesta área e conhecer as redondezas.

 

Avisos Importantes

Esta é uma etapa longa onde irá encontrar abastecimento sensivelmente a meio (km 9) e quase à chegada. Leve água e mantimentos suficientes.

Esta etapa cruza-se com outros percursos. Tenha atenção à sinalética.

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!