Núcleo Odemira

responsible_travel

A beleza do sobe e desce!

É em Odemira que encontra o principal núcleo da Rede, onde se encontram infraestruturas de apoio aos ciclistas num edifício constituído como o Centro de BTT Odemira.

Os seus percursos seguem sobretudo caminhos rurais e florestais, com alguns pequenos single-tracks, envolvidos numa natureza quase selvagem, onde a presença humana se faz rara.

Para além da Vila de Odemira, aproveite para conhecer lugares emblemáticos como o Pego das Pias ou Srª das Neves e as suas paisagens de cortar a respiração!

A ligação ao litoral está assegurada por percursos que propiciam panoramas deslumbrantes e passagem nas aldeias alentejanas de Zambujeira do Mar, Almograve, e Vila Nova de Milfontes.

Ficha Técnica

9 PERCURSOS NUM TOTAL DE 360KM

5 PERCURSOS SINALIZADOS, NUM TOTAL DE 145 KM

SENTIDO RECOMENDADO PARA CADA PERCURSO

ALOJAMENTO E OUTROS SERVIÇOS AO LONGO DE TODO O PERCURSO. ESTUDE O MAPA INTERACTIVO

Percursos do Núcleo de Odemira

Estrutura de Apoio

O Núcleo de Odemira conta com um Centro de BTT, localizado na margem esquerda do Rio Mira, que disponibiliza uma estrutura para a lavagem e manutenção de bicicletas, pequenas reparações e afinações, enchimento de pneus, além de sanitários masculinos e femininos.

Visite o Painel Informativo e encontre mais informações sobre a rede e procure a placa de KM0 para dar início ao percurso.

Todos os tracks estão disponíveis para download para que possa segui-lo pelo seu GPS ou APP da Rota Vicentina.

GRANDE TRAVESSIA

A Rede de Percursos possibilita ainda realizar uma Grande Travessia que começa na Estação Ferroviária de Amoreiras-Gare, passa na Estação Ferroviária da Funcheira e segue por todos os 5 Núcleos da rede e também pela Estação de Comboios de Saboia, mesmo antes de chegar a Santa Clara-a-Velha (última sede de núcleo), num total de cerca de 140 km. Todo o percurso está marcado no terreno.

Regras e Recomendações

Uso obrigatório do capacete

Uso aconselhado de luvas e óculos

Respeite a sinalização e circule apenas nos trilhos marcados.

Respeite o track GPS dos percursos não sinalizados.

Escolha os percursos adequados à sua condição física e técnica, e à qualidade da sua bicicleta.

Circule a velocidade moderada e adaptada a cada circunstância.

Todas as descidas são consideradas perigosas. Modere a velocidade para não incorrer, nem a si nem a outros utentes, em riscos desnecessários.

As descidas consideradas particularmente perigosas estão assinaladas no terreno e nos tracks GPS.

Carregue o seu próprio lixo, não deixando na natureza vestígios da sua passagem.

Caso haja necessidade de abrir cancelas de proteção de gado, certifique-se de que sejam fechadas após passagem e tenha cuidado para não assustar os animais que encontrar no seu caminho.

Ceda sempre a prioridade a caminhantes e tenha atenção à possibilidade de cruzamento com eles.

Tenha atenção ao cruzamento com bicicletas ou outros tipos de veículos.

Respeite sempre o código da estrada, mesmo em caminhos rurais.

Registe o nº de telefone de apoio do Centro de BTT para eventuais percalços (+351 283 327 669) e em caso de emergências ligue 112.

A maioria dos circuitos percorrem extensas zonas com rara presença humana e, com frequência, sem cobertura da rede móvel. Nos percursos longos faça-se acompanhar de pelo menos mais um ciclista e de um GPS reserva.

Leve mantimentos como água e algum lanche.

Informe familiares e/ou amigos do percurso que vai fazer.

Outros Núcleos da Rede BTT

Conheça os outros Núcleos da Rede e encontre novas possibilidades de percursos para conhecer a região.

São Teotónio
São Teotónio
São Luís
São Luís
Colos
Colos
Santa Clara-a-Velha
Santa Clara-a-Velha

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
X