fbpx

Núcleo de São Luís

24

Srª das Neves (SL)

43 KM

Este é um percurso difícil, muito exigente e variado, que atravessa sobretudo zonas rurais remotas através de uma natureza praticamente selvagem.Tem como principal dificuldade a dura e mítica subida à Senhora das Neves (km 17), e, logo depois, vários single tracksde nível técnico médio.O cenário rural com passagem por quintinhas, montado e pastoreio mostra a autenticidade do interior desta região, quase sem presença humana. Aconselha-se assim  a companhia de, pelo menos, mais um ciclista.O percurso passa perto da Aldeia do Cano e atravessa as povoações de ribeira do Seissal, Monte da Estrada, Zambujeira e Castelão

Ficha Técnica

Grau de Dificuldade: Difícil

Tipo de Percurso: Circuito no sentido horário

Extensão: 43 km

Duração: 2h15 a 3h30

Marcado no Terreno: Não

Desnível Acumulado: 640 m

Altitude Máxima: 267 m
Altitude Mínima: 34 m

Nível Técnico: 3 (5)

Nível Físico: 3 (5)

Época Aconselhada: Todo o ano evitando temperaturas acima dos 30º

Dicas

Pontos mais notáveis:

– Senhora das Neves (km 17,8), com a sua Ermida Mariana que é o ponto mítico e o mais elevado deste percurso. É muito popular como lugar de lazer, acolhendo uma festa religiosa anual a 5 de Agosto.

– Após o Monte da Estrada (km 24) segue por um caminho com uma espectacular vista aérea e panorâmica sobre um vasto olival.

– Ao km 31 acompanha durante 1 km a ribeira do Torgal por um pitoresco e refrescante caminho quase em single track

 

Pontos de apoio:

Km   7 – Aldeia do Cano (prox. 1 km)

Km 14 – Ribeira do Seissal (prox. 1 km)

Campo Redondo (prox. 2 km)

Km 22 – Monte da Estrada

Km 36 – Castelão

Avisos Importantes

O trajecto percorre e atravessa algumas ruas do centro de São Luís, atravessa duas vezes a N120, e segue por pequenas estradas e estradões abertos ao trânsito. Recomenda-se prudência.

Uma parte do trilho é coincidente com o Caminho Histórico (GR1) e alguns Percursos Circulares, todos da Rota Vicentina, pelo que é muito provável o encontro com caminhantes.

Pode haver a necessidade de abrir cancelas de protecção de gado. Feche-as após passagem.

Se decidir combinar este percurso com o “Vermelho Troviscais” consulte antes a ficha deste último percurso.

Não tem nenhuma travessia a vau de linhas de água significativas, mas passa por alguns caminhos que podem ficar alagados ou enlameados após chuvas intensas.

Percursos comuns

Percursos de ligação

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!