Núcleo de São Teotónio

13

Algares

38,5 KM

O grande atractivo deste percurso é a difícil e mítica subida aos Algares, o ponto mais alto na proximidade de São Teotónio. São quase 10 km em subida, por vezes quase a 20% de inclinação, entrecortada por pequenas descidas e troços planos para que possa recuperar o fôlego antes do assalto final. O percurso passa a cerca de 250 m do ponto mais alto onde está instalada uma torre de vigia contra incêndios. Aproveite para apreciar as vistas que são deslumbrantes! Depois dos Algares, conta ainda com quatro pequenas subidas dignas de registo, mas todas muito mais acessíveis do que a principal. Não tem nenhum verdadeiro single track mas inclui uma pequena travessia de linha de água a vau. Este percurso passa também pelas pequenas ruelas labirínticas de São Teotónio, tanto à partida como à chegada, várias zonas de charneca e ainda alguns caminhos rurais. O traçado passa na Delfeira, Relva Grande, Algares e Casa Nova da Cruz, sendo esta última povoação provavelmente o único lugar do percurso com alguma presença humana. Por isso aconselhamos a companhia de, pelo menos, mais um ciclista.

Ficha Técnica

GRAU DE DIFICULDADE: Difícil

TIPO DE PERCURSO: Circuito no sentido horário

EXTENSÃO: 38,5 km

DURAÇÃO: 2h00 a 3h00

MARCADO NO TERRENO: Sim

DESNÍVEL ACUMULADO: 720m

ALTITUDE MÁXIMA: 433m
ALTITUDE MÍNIMA: 87m

NÍVEL TÉCNICO: 3 (5)

NÍVEL FÍSICO: 3.5 (5)

ÉPOCA ACONSELHADA: Todo o ano evitando temperaturas acima de 30º

Dicas

Ao km 18, no final da subida principal aos Algares, faça um pequeno desvio de 250 m à esquerda até à torre de vigia para apreciar ainda melhor as vistas. O acumulado passa assim para 750m.

Pontos de apoio:
Km 13 – Relva Grande
Km 30 – Casa Nova da Cruz

Avisos Importantes

O percurso atravessa e pontualmente percorre um pouco duas estradas municipais, podendo encontrar nelas algum trânsito automóvel. Recomenda-se prudência.

Uma parte do traçado é coincidente com o Caminho Histórico da Rota Vicentina (GR11) pelo que é muito provável o encontro com caminhantes.

Pode haver a necessidade de abrir cancelas de protecção de gado. Feche-as após passagem.

A descida após a passagem nos Algares tem muita pedra em algumas zonas pelo que se recomenda muita prudência e especial atenção.

Percursos comuns com o Núcleo

Percursos de ligação com outros Núcleos

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!