Núcleo de Santa Clara-A-Velha

31

Barragem

12 KM

Percurso relativamente fácil com uma ida e volta até perto da praia fluvial na Barragem de Santa Clara. Embora curto, o percurso propicia uma variedade interessante de cenários, passando por várias quintinhas, pequenos montados, densas florestas e uma vegetação envolvente. Visita a Barragem passando o paredão nos 2 sentidos e abeira-se da Praia Fluvial onde dá meia-volta. Aproveite para aí dar um mergulho refrescante! O trajecto passa logo no final do primeiro km junto à famosa ponte D. Maria, mais conhecida como Ponte Romana, por se encontrar junto a uma antiga e importante via Romana. Note que o percurso inclui cerca de 8 km em alcatrão devido à ausência de alternativas viáveis em terra batida. Embora não seja uma estrada de maior movimento, recomenda-se prudência. O trajecto tem uma única e relativamente grande dificuldade ao km 2.8 logo após a travessia do Rio Mira, numa subida longa de 1.7 km, quase sempre em alcatrão e com declive médio de 7%. Não tem nenhum verdadeiro single-track.

Ficha Técnica

GRAU DE DIFICULDADE: Fácil

TIPO DE PERCURSO: Circuito no sentido horário

EXTENSÃO: 12 km

DURAÇÃO: 0h45 a 1h30

MARCADO NO TERRENO: Sim

DESNÍVEL ACUMULADO: 200m

ALTITUDE MÁXIMA: 76m
ALTITUDE MÍNIMA: 49m

NÍVEL TÉCNICO: 1 (5)

NÍVEL FÍSICO: 1.5 (5)

ÉPOCA ACONSELHADA: Todo o ano evitando temperaturas acima dos 30º

Dicas

Lá em cima a vista para a albufeira da Barragem compensará todo o esforço e é o local ideal para uma paragem para recuperar o fôlego.

No Verão há na barragem uma pequena praia fluvial perto do ponto onde o percurso dá meia-volta.

Pontos de apoio:

Km 5 – Pousada de Santa Clara (prox.)

Km 6 – Praia Fluvial

Avisos Importantes

O trajecto percorre e atravessa algumas ruas do centro de Santa Clara-a-Velha. O resto do percurso desenrola-se em caminhos, estradões e estradas abertos à circulação. Recomenda-se prudência.

Uma parte do percurso é coincidente com um Percurso Circular da Rota Vicentina pelo que é muito provável o encontro com caminhantes.

A travessia da ribeira a vau pode ser pontualmente inviável ou perigosa após chuvas muito intensas ou descargas da barragem.

Percursos comuns com o Núcleo

Percursos de ligação com outros Núcleos

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
X