Impacto na Região

Monitorização desde 2013

Desde o seu início que a Rota Vicentina tem tido a preocupação de avaliar o seu impacto na região a nível económico, social e ambiental.

O vídeo Um outro olhar resume os 3 estudos e alguns dos principais resultados, mas nesta página encontra também toda a informação detalhada.

Principais Resultados

Em 2013 começou o estudo de impacto ambiental e em 2017 a monitorização foi complementada com inquéritos, contadores automáticos e um estudo quantitativo e comportamental.

Quem são os caminhantes? Como são vistos pela comunidade local? Qual o seu impacto no território?

  • 24 mil caminhantes
  • estadia média de 11 noites
  • época alta no Outono e Primavera
  • 1.400 novos postos de trabalho
  • receita directa de 15 Milhões de euros
  • valor acrescentado bruto de 8 Milhões (o valor que fica na região)

Estes são alguns dados quantitativos, mas há muito mais para saber sobre o real impacto da Rota Vicentina na região.

Estudo Ambiental
Estudo Ambiental

A nível ambiental, o objectivo era medir o impacto da criação e uso dos trilhos em área sensíveis do Trilho dos Pescadores.

Estudo quantitativo
Estudo quantitativo

Que idade tem o caminhante? De onde vem? Quantas noites fica na região?
Quisemos conhecer quem nos procura.

Estudo Qualitativo
Estudo Qualitativo

Decidimos olhar para além dos números e tentar entender as intenções e motivações daqueles que caminham pela Rota Vicentina.

Pode ajudar nesta missão

Se quiser fazê-lo, preencha o questionário online

Comece a escrever e carregue em Enter para procurar

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
X